De uma Curtida:

Monogamia X Reprodução


Calopsitas são monogâmicas?


Quem sou eu para falar de monogamia, tenho um "casal de quatro". Isso mesmo! Um único macho que acasalou e já procriou com duas fêmeas e está em lua de mel com uma terceira.  Esse meu Nego é “o cara”!! rs Um belo exemplo de poligamia!
A reprodução das Calopsitas é um momento fantástico, e que por mim foi muito esperado! A minha experiência não foi bem sucedida quando formei meu 1º casal... Tuly não conseguiu ser papai, pois a fêmea teve problemas (ovo retrovertido/ovo preso) e não sobreviveu, Tuly é viúvo de carteirinha, desde então só assume a tarefa detratar dos filhotes de outros casais, mas ainda tenho esperanças de que sua 2ª “calopsita gêmea” venha pousar aqui em casa e deixar um herdeiro do meu amado Tuly! (Iara Paula Nogueira)

   Nego e Branquinha (3º casamento)
Nego e Branquinha (3º casamento)
   Nego e Loirinha (1º casamento)
Nego e Loirinha (1º casamento)
  Nego e Brena (2º casamento)
Nego e Brena (2º casamento)


Segundo pesquisas as Calopsitas são aves monogâmicas, mas eu posso afirmar que toda regra existe exceções... e é o caso de meu Nego que já se casou com 3 fêmeas.

Alguns autores afirmam que a monogamia das Calopsitas restringe-se a somente não terem mais de um parceiro por vez, se por infelicidade um venha a morrer o ciclo para perpetuar a espécie continua e a fêmea/macho procurará outro parceiro. E ainda afirmam que o tempo varia de ave para ave, alguns não demoram a encontrar uma nova parceira (NÃO foio caso do meu Tuly, que já está com 12 anos de idade e assume sua viuvez monogâmica até hoje!) já outros podem ficar meses/anos sem se interessar por outra ave (NÃO é o caso de meu Nego, que nunca passou pela experiência da viuvez e basta colocar uma outra fêmea no viveiro para ele se encantar e casar).

Em seu Habitat natural, elas se reproduzem na época das chuvas, quando os alimentos são mais abundantes e o ninho é normalmente feito em buracos já existentes nas árvores, geralmente em eucaliptos próximos a água.Em cativeiro, reproduz o ano todo (principalmente na primavera e verão).

Um ponto fascinante, é ofato de a Calopsita ser uma ótima mãe, nunca rejeita chocar os ovos ou cuidar dos filhotes, não costumam transferir ao dono parte das tarefas da maternidade,como acontece com muitos pássaros de cativeiro, muito pelo contrário, são extremamente cuidadosas, ao ponto de ficarem muito agitadas na gaiola caso percebam que tem pouca comida nos potes, pensam que faltará comida aos filhotes e querem sair para procurar, por isso é muito importante que nesta época os potes estejam sempre cheios, pois a ave fica mais tranquila.

Alguns sinais podem ser observados indicando que suas Calopsitas estão próximas da reprodução: elas cantam mais, estragam objetos, ficam “agressivas”, e o macho começa a procurar materiais para confecção do ninho.

Atenção:
  • As calopsitas estão aptas à reprodução a partir de um ano de idade, apesar de existirem criadores que só recomendem a reprodução após 18 meses de vida, especialmente para as fêmeas, evitando assim problemas com a postura dos ovos.
  • As calopsitas podem efetuar sua reprodução o ano inteiro, mas é aconselhável deixar que tenham apenas 2 ou 3 ninhadas anuais, pois há um grande desgaste dos pais no tratamento e cuidados dos ovos e filhotes levando-os a uma exaustão caso fiquem efetuando reproduções uma após a outra.


                                                A calopsita



                                                                       Fonte: Universo das calopsitas

0 comentários: